domingo, 21 de novembro de 2010

Vinhos SÃO DOMINGOS

Vinhos SÃO DOMINGOS provados pelos líderes de opinião nas últimas publicações da Revista de Vinhos e no recentemente publicado “Guia de Vinhos 2011” o guia mais vendido em Portugal da autoria de João Paulo Martins.


17 pontos : Vinho Espumante LOPO DE FREITAS Bairrada Bruto 2007 : Link
“Prova em 2010. Feito de Cerceal (60%) e Chardonnay. O registo aromático é muito citrino, com notas de lima ao lado de um vegetal verde bem conseguido. Muito fino e delicado na boca, tem uma excelente mousse e um estilo muito afinado e requintado. Pode funcionar muito bem como aperitivo, com peixes fumados por exemplo. Boas colheitas anteriores 2006.” : Vinhos de Portugal 2011, João Paulo Martins.

16,5 pontos : Vinho Espumante SÃO DOMINGOS “ELPÍDIO” Bruto : Link
“Fruta branca e cítrica com nota de levedura e vegetal amargo, macio, mousse suave, excelente acidez bem integrada, levíssima doçura final a casar ligeiro amargo. Para aperitivo e para a mesa.” : Revista de Vinhos - Nov.2010, Luís Lopes.

16,5 pontos : Vinho Espumante SÃO DOMINGOS Bairrada ROSÉ Bruto 2006 : Link
“Fruta branca e cítrica com nota de levedura e vegetal amargo, macio, mousse suave, excelente acidez bem integrada, levíssima doçura final a casar ligeiro amargo. Para aperitivo e para a mesa.” : Revista de Vinhos - Nov.2010, Luís Lopes.

16 pontos : Vinho Espumante SÃO DOMINGOS Velha Reserva Bruto 2004 : Link
“Ligeira evolução aromática, tostados, frutos secos, vegetal atractivo. Espumante de perfil clássico, muito equilibrado, citrino, com acidez perfeita, envolvente e seco no final delicado e longo.”: Revista de Vinhos - Out.2010, Luís Lopes.

16 pontos : Vinho Espumante QUINTA DE S. LOURENÇO Bairrada Bruto 2006 : Link
"Prova em 2010. Este é um espumante de quinta, cuja exploração está agora a cargo das Caves São Domingos. Cor um pouco carregada, notas aromáticas com algum vegetal seco, ligeira resina e tudo num perfil que aponta para o consumo à mesa e não como aperitivo, onde poderia surgir um pouco pesado. Muito fino e elegante na boca, tem uma acidez muito viva e mostra-se por isso muito capaz para uma boa prova em novo. Curiosamente a boca desmente um pouco o aroma.” : Vinhos de Portugal 2011, João Paulo Martins.

16 pontos : Vinho Espumante SÃO DOMINGOS Bairrada BAGA Bruto 2006 : Link
"Cor levemente rosada, aroma de biscoito, maçã ácida, com boa frescura. Muito bem na boca, equilibrado, com bela acidez citrina, vivo e persistente no final limonado, fresco e muito apetecível." : Revista de Vinhos - Out.2010, Luís Lopes.

16,5 pontos : Vinho Tinto SÃO DOMINGOS Grande Escolha 2004 Regional Beiras : Link
“Provado de novo em 2009. Feito de três castas, Baga da Bairrada de duas do Dão (por isso é um Regional Beiras. Mantém-se na boa forma que já tinha evidenciado no ano anterior. Por isso justifica-se manter a apreciação: De certa forma este tinto retoma a prática dos gloriosos tintos Garrafeira que as firmas da Bairrada tinham nos anos 70 e que exactamente utilizavam vinhos das duas regiões no lote. Este tinto tem imensa concentração de cor, um aroma rico, com boas notas de barrica nova e um perfil muito apetecível. Muito redondo e afinado na boca, dá muito prazer a beber, não precisa de cave e será um grande companheiro à mesa. O que quer mais?” : Vinhos de Portugal 2011, João Paulo Martins.

16,5 pontos : Vinho Tinto LOPO DE FREITAS 2004 Bairrada
“Provado de novo em 2010. Feito de quatro castas, com Baga em 40% e Touriga Nacional em 30%, cheira a Baga, muito ligeiro toque de verniz no aroma que não perturba, tem boa densidade e notas acariladas. Boa estrutura de boca, taninos presentes e a marcar território, estilo bom para a mesa que poderá não merecer mais guarda. Mas está muito bem.” : Vinhos de Portugal 2011, João Paulo Martins.

16 pontos : Vinho Tinto QUINTA DE S. LOURENÇO 2006 Bairrada Link
“Provado de novo em 2009 e a boa forma mantém-se, por isso mantemos também a nota de prova: Muito concentrado na cor, a casta Baga (60%) está aqui em bom diálogo com a Touriga Nacional, marcando o aroma com notas florais associados com notas que lembram eucalipto. O conjunto aromático está bem atractivo. Na boca está muito elegante, com um perfil de grande equilíbrio e, também por isso, passível de ser consumido em novo.”

Sem comentários:

Enviar um comentário